Tempo de leitura: 3 minutos

A agricultura é mais um setor da indústria que está sendo beneficiado pelas grandes novidades proporcionada pela tecnologia nos últimos anos. Graças a estas novidades, a agricultura consegue oferecer resultados cada vez melhores aos seus profissionais.

 

Contextualização da agricultura 4.0

Graças à tecnologia, a sociedade foi capaz de evoluir e progredir com o passar do tempo. A agricultura é um setor que ainda é visto de forma tradicional, mas que também está descubrindo que é capaz de avançar notavelmente graças às melhorias tecnológicas. Através dos novos recursos tecnológicos, a agricultura enfrenta o desafio de proporcionar para a sociedade o necessário para que milhões de pessoas possam alimentando-se. Esta situação é primordial para ultrapassar aos obstáculos do futuro, quando a agricultura deverá adotar o melhor dos avanços tecnológicos. 

 

Agricultura de precisião

Há dois grandes objetivos para potencializar o setor agrícola por meio da introdução dos últimos avanços tecnológicos:

  • Adaptabilidade nos sistemas de produção
  • Aumento de eficiência no trabalho diário

 

No primeiro caso, a ideia é utilizar os novos sistemas tecnológicos com uma melhor rotação dos cultivos, para auxiliar a obter níveis de produção mais satisfatórios. Isso significa aproveitar sempre os 100% dos 100%, algo difícil de atingir sem tecnologia. Por outro lado, é possível aumentar a eficiência se o uso dos recursos é otimizado, algo considerado diretamente pela agricultura de precisão. 

New Call-to-action

Neste contexto, entende-se que esta precisão envolve evitar o desperdício de água se entiende que esta precisión habla de no desperdiciar agua, fitossanitários ou fertilizantes. Para realizar estes processos é necessário utilizar a informação mais detalhada possível, algo que neste caso é proporcionado pela tecnologia. Mas o que deve ser feito para que isso seja possível? Os objetivos são os seguintes:

  • As explorações agrícolas devem ser sensorizadas, para isso é necessário aprimorar as conexões de comunicações. 
  • Usar drones que transmitam os dados com mais facilidade.
  • Armazenar e processar os dados com eficiência.
  • Interconectar todas as ferramentas da agricultura 4.0 através da nuvem.

 

Bases de dados genéticas

A informação proporcionada pelo uso da tecnologia 4.0 vai além de aumentar a produtividade e a eficiência nos cultivos. Com os recursos tecnológicos é possível melhorar a forma na qual estes produtos são comercializados, dirigindo  cada um exatamente até um ponto de venda específico ao conhecer ao máximo as qualidades deste alimento (como o nível de açucar de uma fruta, por exemplo). Para potencializar o uso da tecnologia, ela dá as mãos com a fitogenética, que usa a análise genética e as bases de dados especializadas para aprimorar a obtenção dos melhores resultados.

 

O futuro

Com a tecnologia e a agricultura 4.0 surgem novas oportunidades para os profissionais da indústria, que proporcionam mais benefícios e economia de recursos, que já podem ser comprovados em casos concretos:

  • Agricultores que aproveitam a tecnologia para produzir bioestimulantes e bioinsecticidas que não prejudiquem o meio ambiente e garantam cultivos totalmente beneficiosos para as pessoas, abrindo uma nova frente para os alimentos sem resíduos. 
  • Satélites que vigilam cultivos e transmitem informação aos agricultores com a qual podem realizar melhores trabalhos e otimizar seus processos.
  • Existência de um marketplace onde os agricultores sejam beneficiados por um trabalho interconectado entre sí para economizar recursos.
  • Sistemas que analizam o dano dos insetos nos cultivos graças às análises feromonas.
  • Robôs de rega inteligentes que administram a água para manter os recursos nos campos. 

 

Qualidade na agricultura 4.0

Para implementar a agricultura 4.0 entre os profissionais do setor, é necessário utilizar a análise das imagens e ferramentas tecnológicas avançadas como as câmeras de área 3CCD CV-L107CL de Jai. Com elas é possível captar toda a informação dos cultivos, desde o tamanho até as cores e as formas, como por exemplo, do  trigo. As amostras obtidas são analizadas pelos sistemas de visão, que proporcionam a informação adequada para poder otimizar os cultivos e que sempre rendam ao 100%.

 

[cta_hubspot id=4911