Tempo de leitura: 3 minutos

CONTEXTUALIZAÇÃO

Na atualidade, a robótica está muito especializada no setor da indústria, sendo um elemento indispensável na maioria dos processos de fabricação. As aplicações da robótica industrial, devido a sua natureza multifuncional, pode realizar inumeráveis tarefas, para as quais é necessário disposição para aceitar as mudanças no desenvolvimento do processo primitivo, como modificações no desenho de peças, substituição de sistemas, etc.

Enquanto ao tipo de robô utilizado ou aplicações da robótica industrial, devem ser consideradas como exemplo a velocidade de carga, a capacidade de controle, e aspectos relativos com a própria funcionalidade. Um dos principais usuários de robôs é a indústria do automóvel. A empresa General Motors utiliza aproximadamente 16.000 robôs para trabalhos como soldadura por pontos, pintura, carregamento de máquinas, transferência de peças e montagem, etc.

TRABALHOS DE FUNDIÇÃO

fundição por injeção foi o primeiro processo robotizado (1960). Neste processo, o material utilizado que está em estado líquido, é injetado por pressão em um molde, o qual está formado por duas metades que se mantém unidas durante a injeção. A peça solidificada é extraída do molde e resfriada para sua posterior rebarbação.

Na fundição por injeção o robô pode realizar as seguintes tarefas:

  • Extração das peças do molde e transporte das mesmas a um setor de resfriamento e posteriores.
  • Limpeza e manutenção dos moldes.
  • Colocação de peças no interior dos moldes.

As cargas manipuladas pelos robôs são médias ou altas, não necessitam de uma grande precisão, seu campo de ação deve ser grande e seu sistema de controle geralmente é bem simples.

Outro processo de fundição é a fundição por a cera perdida, por microfusão ou casca. Isso permite fundir com grande precisão e bom acabamento na superfície. O robô realiza tarefas relativas à formação do molde de material refratário a partir do molde de cera. Assim mesmo, o robô consta de uma pinça especial que recolhe um conjunto de vários modelos unidos e o introduz em uma massa de grão fino, intercalando extrações e centrifugações para obter um revestimento uniforme.

A ROBÓTICA INDUSTRIAL E A VISÃO ARTIFICIAL

A visão e as aplicações da robótica industrial estabelecen uma relação cada vez maior e muito estreita, já que se complementam nos distintos processos de uso de um robô. A comunicação dependerá do objeto a manipular pelo robô em questão, ou da verificação do processo a realizar pelo robô sobre dito objeto.

APLICAÇÕES

  • Manipulação robotizada
  • Picking (bin-picking)
  • Geração de trajetória
  • Engenharia inversa
  • Verificação de processos
  • Extração robotizada
  • Pick & place
  • Polido
  • Modelado por injeção
  • CNC
  • Embalagem e paletização
  • Controle de qualidade
  • Montagem
  • Supervisão de maquinaria
  • Parafusado
  • Testes e análises de laboratório
  • Ligação e soldagem

EXEMPLOS DAS APLICAÇÕES DA ROBÓTICA INDUSTRIAL

  • Despaletização de caixas: Um robô móvel é capaz de deslocar-se pelo armazém e recolher as unidades e referências que incorporam um pedido concreto para um cliente.
  • Colocação das baterias nos veículos: No processo de montagem de um carro, um robô antropomórfico recolhe a bateria de uma pilha de paletes e a coloca no interior do motor do carro.
  • Embalagem de produto: A visão é de uso recorrente na embalagem correta de distintos produtos genéricos e alimentares.
  • Procesos de taladrado, remachado y atornillado de alta precisión: En la industria aeronáutica se utilizan cabezales de robots multifuncionales para el remachado en el fuselaje de un avión.
  • Monitoramento e verificação de contas de soldagem: Um robô é capaz de realizar uma soldagem ao comprovar sua correta execução graças a um sistema de visão instalado no mesmo cabeçote.
  • Reciclagem de plásticos através de técnicas de medida hiperespectral: No processo de detecção dos diferentes tipos de plásticos para sua posterior reciclagem são utilizadas técnicas hiperespectrais.