Tempo de leitura: 3 minutos

Os recipientes de plástico para alimentos têm uma importância fundamental, pois servem para conservar a comida de forma adequada por mais tempo. Este é um recurso comum e utilizado em todo o tipo de comércios, que ajuda a oferecer aos clientes a maior qualidade possível em cada caso. 

 

Objetivos do recipiente

Para um produto perecível, como os alimentos, não há nada como a segurança de que o tempo de resistência de todas as suas propriedades seja o máximo. Isso ajuda a garantir que o produto em questão encontre seu público, aquela pessoa que esteja interessada e que o utilizará. Por isso os recipientes de plástico têm tanta importancia, considerando que podem alargar de maneira considerável a durabilidade de um alimento em relação ao que seria oferecido ao consumidor. Ao mesmo tempo, o recipiente dos alimentos tem um efeito adicional que deve ser levado em conta: a economia por uma menor quantidade de produtos que são jogados fora por não terem sido vendidos no prazo de validade estabelecido. 

Além da economia, os fornecedores destes alimentos também colabora com o meio ambiente ao evitar desperdícios. Com o recipiente de plástico, é possível aumentar a qualidade do alimento, respeitando seu sabor e sua essência, independentemente de quando seja consumido, desde que esteja dentro da validade. 

New Call-to-action

O recipiente também garante minimizar qualquer tipo de risco, caso o alimento sofra algum dano que afete seu sabor e qualidade. Um bom recipiente não permite reações microbacterianas ou bioquímicas, já que tudo está sob controle e isolamento. Ao mesmo tempo, é importante ter em mente que os alimentos embalados não sofrerão de umidade, calor ou efeitos de luz, entre outros fatores externos ameaçadores. Levando isso em consideração, os benefícios da embalagem podem ser resumidos em:

  • Aumento da durabilidade do alimento
  • Economia de recursos para o fornecedor
  • Garantia de que não há fatores contaminantes externos
  • Apoio para apresentar o produto ao consumidor (ao poder colar etiquetas)
  • Resistência do sabor e a essência pura do alimento dentro do recipiente

 

O plástico como peça fundamental dos recipientes

O plástico é o recipiente perfeito para garatir que todos os tipos de produtos sejam isolados do exterior, aumentando a resistência e proporcionando os demais benefícios citados no parágrafo anterior. Mas quais são os formatos destes recipientes?

  • Selados
  • Sacolas
  • Garrafas
  • Estojos/Lancheiras
  • Potes

 

Mesmo com distintas formas de utilizar e desenhar os recipientes de plástico, sua utilidade é do mesmo nível de eficiência em diferentes situações. Em todos os casos, a EFSA (Autoridade Européia de Segurança Alimentar) controla os materiais e os formatos utilizados para garantir que sempre cumpram com as normas vigentes. Por exemplo, nenhum recipiente plástico pode permitir que uma substância externa afete ou intoxique o produto. 

 

Especificações técnicas para descrever os recipientes

Cada um dos recipientes deve contar com uma ficha técnica que mantenha os dados correspondentes às suas especificações. Esta informação permite identificar os recipientes adequados e que cumprem as normas sem apresentar nenhum risco para o consumidor. Que aspectos ajudam a entender melhor a ficha técnica do recipiente? 

  • Reune dados dos materiais utilizados na fabricação do recipiente 
  • Especifica o que está embalado 
  • Apresenta a informação de manipulação do recipiente 
  • A forma em que foi armazenada é atestada
  • Inclui os dados de embalagem e seus parâmetros, juntamente com o método de análise aplicado
  • A ficha técnica do recipiente é feita pelo fabricante de alimentos ou pelo distribuidor

 

Controle de qualidade para um recipiente perfeito 

Para garantir o cumprimento das condições que levam à embalagem de qualidade, devemos passar por um processo de seis fases e usar a tecnologia mais adequada. Para isso, a câmera 3D inteligente da LMI Technologies conhecida como Gocator se torna um recurso primordial, pois trata de cada uma das fases do processo:

  • Primeiro, o processo de embalagem é inspecionado para analisar dobras, bordas e inserções. Tudo deve ser perfeito.
  • Os produtos são introduzidos no recipiente e a câmera verifica se foi feita de maneira conveniente.
  • Em seguida, o espaço negativo é analisado para detectar qualquer tipo de falha.
  • O Gocator executa uma varredura do pacote e mede-o para verificar se os padrões são atendidos.
  • Análise 3D da informação provando que o fechamento está completo.
  • O processo termina com o Gocator atuando na tomada de decisões sensíveis que podem ser necessárias.

Gocator é uma tecnologia inteligente que funciona em 3D e cuida de tudo sem que seja necessário ter um PC conectado. A câmera foi projetada com os processos mais avançados e garantindo que as empresas possam confiar em sua automação para economizar recursos e aumentar a produtividade. 

[/youtube]

New Call-to-action