Tempo de leitura: 2 minutos

O QUE É?

A garantia da qualidade, ou asseguramento da qualidade, é, segundo a norma ISO 8402, o conjunto de ações planejadas e sistemáticas necessárias para proporcionar a confiança adequada de que um produto ou serviço atenda aos requisitos relativos à qualidade.

A garantia da qualidade nasce como uma evolução natural do controle de qualidade, que era limitado e pouco eficaz para prevenir a aparição de defeitos. Po isso, foi necessária a criação de sistemas de qualidade que incorporem a prevenção como forma de vida e que servem para antecipar os erros antes de que cheguem na produção.

Deste modo, a garantia da qualidade é um sistema que põe ênfase nos produtos, desde seu desenho até o momento do envio ao cliente, e concentra seus esforços na definição de processos e atividades que permitem a obtenção de produtos conforme suas especificações.

CARACTERÍSTICAS DA GARANTIA DA QUALIDADE

  • Prevenção de erros
  • Controle total da qualidade
  • Ênfase  no desenho dos produtos
  • Uniformidade e conformidade de produtos e processos
  • Compromisso dos trabalhadores

OBJETIVOS

Os objetivos da garantia da qualidade são que produtos ou serviços defeituosos não podem chegar ao cliente e evitar que os erros sejam produzidos de forma repetitiva. Assim como reflete a definição da UNE-EN-ISO 9000:2005, a garantia da qualidade tem sido englobada na gestão qualidade, mas não é por isso que perdeu a validade.

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE GARANTIA DA QUALIDADE

Na hora de implementar um modelo de garantia da qualidade em uma empresa, é necessário considerar os seguintes aspectos:

  • Conscientização da direção
  • Eleição do modelo
  • Eleição de um responsável
  • Contar com ajuda de uma assessoria externa

10 MANEIRAS DE ASSEGURAR A QUALIDADE

  1. Documentar as políticas aplicáveis: Se não existe um entendimento compartilhado através do projeto de que se está tratando de alcançar, pode resultar complicado garantir a qualidade.
  2. Contar com os meios necessários para a garantia da qualidade: Para isso, o melhor é tê-los planejados desde a etapa de planejamento do projeto, fazendo uma estimativa dos recursos que serão necessários e do suposto custo.
  3. Disponibilizar dos recursos suficientes para monitorar a qualidade: O pessoal encarregado da obtenção das métricas de qualidade deve contar com a experiência técnica necessária.
  4. Implementar procedimentos de verificação sistemática: É a melhor forma de assegurar que as políticas tenham sido implementadas e a maneira de evitar o perigo de fazê-lo de forma incorreta.
  5. Monitorar resultados: Através de auditorias internas e externas.
  6. Aprender com os outros: Em vez de desenvolver políticas e procedimentos próprios partindo do zero, recomenda-se inspirar-se nos métodos de garantia da qualidade já aplicados na organização em projetos anteriores.
  7. Compartilhar experiências: Muitas vezes é enriquecedor poder contar com a opinião de terceiros. 
  8. Adaptar-se aos meios disponíveis: Em todo projeto, os recursos estão limitados e estas restrições limitam as possibilidades em matéria de garantia da qualidade. O objetivo é fazê-lo o melhor possível com os recursos disponíveis.
  9. Manter-se atualizado em matéria de qualidade: A normativa de qualidade evoluciona lançando novas regras e revelando enfoques de gestão mais práticos e eficazes.
  10. Ampliação de visualizações: A aplicação de políticas garantia da qualidade oferece melhores resultados quando o foco não está restringido ao projeto, mas que são aplicadas de forma transversal ao longo de toda a organização.