Tempo de leitura: 3 minutos

A FILOSOFÍA LEAN

Filosofia Lean conta com diferentes ferramentas Lean mas, em todos os casos, está destinada à eliminação de desperdícios em todos os processos de uma empresa.

PASSOS PARA O PENSAMENTO LEAN

  1. Identifica o cliente e o valor.
  2. Identifica e mapea a cadeia de valor.
  3. Cria fluxo através da eliminação de desperdício.
  4. Responde em “pull” à demanda do cliente.
  5. Persegue a perfeição.

IDENTIFICANDO OS DESPERDÍCIOS

  • Superprodução
  • Espera
  • Transporte
  • Ineficiência do processo
  • Inventários
  • Movimentos desnecessários
  • Produtos defeituosos

AS FERRAMENTAS

As 5 S’s

  • Seiri: Classificar
  • Seiton: Organizar
  • Seiso: Limpar
  • Seiketsu: Padronizar
  • Shitsuke: Disciplinar

Os benefícios de aplicar as 5 S’s são maiores níveis de segurança e maior envolvimento dos empregados, maior qualidade, tempos de resposta mais curtos, aumento da vida útil dos equipamentos, cultura organizacional, redução de perdas.

JIT (Just In Time)

Esta filosofia de produção consiste em terminar de produzir o artigo ou a parte justo no momento em que é solicitado pelo cliente. Se baseia em 7 pilares:

  • Igualar oferta e demanda
  • O pior inimigo: o desperdício
  • O processo deve ser contínuo e não por lotes
  • Melhora contínua
  • O ser humano primero
  • A superprodução é ineficiência
  • Não vender o futuro

Sistema pull

O sistema pull é uma das ferramentas lean mais comuns. Consiste em produzir apenas o necessário, tomando o material necessário da operação anterior, ou seja, mover o material entre operações um a um. 

Oferece os seguintes benefícios:

  • Reduzir inventário
  • Realizar apenas o necessário
  • Inventário mínimo
  • Redução nos horários de entrega
  • Mais espaço na fábrica

Células de fabricação ou módulos de trabalho

Reunião de um grupo de máquinas com o propósito de simular um fluxo de produção. Apresenta os seguintes requisitos para ser implementado:

  • Tempos de preparação baixos
  • Volume de produção suficiente
  • Capacidade de solucionar problemas de linha de maneira rápida.
  • Agrupar produtos por famílias.
  • Operários capacitados em todos os processos da linha.

Kanban

Existem diferentes tipos que podem ser aplicados de acordo com a produção, ao transporte, nos casos urgentes, nos casos de emergência ou aos provedores. Está baseado em 6 regras básicas:

  • Não se deve mandar um produto defeituoso aos processos subsequentes.
  • Os processos subsequentes demandarão apenas o necessário.
  • Produzir exatamente a quantidade requisitada pelo processo subsequente.
  • Equilibrar a produção.
  • Kanban é um meio para evitar especulações.
  • Estabilizar e racionalizar o processo.

TPM (Mantenutenção Produtiva Total)

Está orientada a criar um sistema organizacional que maximize a eficiência de todo o sistema produtivo. Está baseado em 9 pilares:

  • Foco nas melhorias
  • Manutenção autônoma
  • Manutenção progressiva ou planejada
  • Educação e formação
  • Manutenção precoce
  • Manutenção de qualidade
  • Manutenção em áreas administrativas
  • Gestão de segurança, saúde e meio-ambiente
  • Especiais

Produção nivelada (Heijunka)

É uma das ferramentas lean que adapta a produção à variação da demanda do cliente. Em vez de executar grandes lotes de um modelo após o outro, deve-se produzir lotes pequenos de muitos modelos em curtos períodos de tempo. Isso requer mudanças mais rápidas, com pequenos lotes de peças, boas entregas e maior frequência. 

SMED (Mudança Rápida do Modelo)

O SMED é um conjunto de técnicas que consiste em realizar as operações de mudança de modelo em menos de 10 minutos. Esta técnica deriva do JIT.

Melhora contínua (Kaizen)

O objetivo do Kaizen é incrementar a produtividade controlando o processo de fabricação através da redução do tempo do ciclo, a padronização dos critérios de qualidade, os métodos de trabalho por operação e a eliminação de desperdícios em qualquer de suas formas. 

Ciclo Demming

Demming destacou a importância da constante interação entre quatro etapas: planejar, fazer, verificar, atuar. Estas quatro etapas definem os processos de produção nos quais o ciclo Demming é aplicado. 

VSM (Value Stream Mangement)

A gestão da cadeia de valor é um foco estratégico e operacional para capturar dados. A análise, o planejamento e a implementação de mudanças efetivas nos processos de funções cruzadas entre empresas básicas são necessárias para alcançar uma verdadeira empresa.