Tempo de leitura: 3 minutos

A emergência sanitária mundial declarada na raiz da pandemia COVID-19, causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, tem levado à necessidade de desenvolver novas soluções para a deteção deste patógeno, como por exemplo, as análises PCR, para as quais a exigência de qualidade é inevitável. Neste contexto, a INFAIMON colabora com a QIAGEN para garantir a qualidade do kit de teste QIAstat-Dx e a fiabilidade total dos seus resultados.

É possível diagnosticar o coronavírus numa hora?

A rápida identificação do COVID-19 agiliza a quarentena e o acesso à saúde, pelo que é crucial para apoiar o esforço global para deter a propagação do vírus. Os laboratórios de análises clínicas e de microbiologia clínica são responsáveis por receber e analisar as amostras dos pacientes para determinar se o vírus está presente nas mesmas. A fiabilidade e velocidade dos resultados dependem fundamentalmente do equipamento do laboratório e do nível de automação disponível.

Por esse motivo, a multinacional alemã QIAGEN GmbH, líder no fornecimento de tecnologias inovadoras na preparação de amostras e ensaios de biologia molecular, desenvolveu o sistema QIAstat-Dx que oferece resultados fiáveis em aproximadamente uma hora. É um dispositivo compacto e modular no qual cartuchos multicâmara contendo amostras são inseridos para análises em hospitais, clínicas e laboratórios. O sistema é baseado na tecnologia DiagCORE criada pela empresa de Barcelona STAT-Dx (adquirida pela QIAGEN em 2018).

O kit de teste QIAstat-Dx é capaz de diferenciar o coronavírus SARS-CoV-2 de 21 outras infeções respiratórias graves em pacientes com sintomas semelhantes, com um único teste de ácido nucleico multiplexado que avalia amostras recolhida por zaragatoas nasofaríngeas obtidos de indivíduos com suspeita de infeções no trato respiratório.

Tanto o dispositivo como os cartuchos são projetados como um sistema fechado que permite a preparação segura da amostra e a deteção e identificação de ácidos nucleicos patogénicos. As amostras são inseridas num cartucho que contém todos os reagentes necessários para isolar e amplificar os ácidos nucleicos na amostra. Os sinais de amplificação em tempo real detetados são interpretados pelo software integrado e exibidos por meio de uma interface de usuário intuitiva.

Visão artificial para melhorar a qualidade e produtividade

A QIAGEN confia na INFAIMON para o fornecimento e configuração do sistema de visão artificial que garante a inspeção automatizada dos cartuchos QIAstat-Dx, identificando qualquer elemento que comprometa a sua qualidade ou eficácia. O sistema fornecido pela INFAIMON deteta defeitos ou corpos estranhos no interior ou exterior dos cartuchos, cuja presença pode contaminar as amostras e afetar os resultados.

Graças à solução da INFAIMON, a QIAGEN otimizou o seu controle de qualidade e conseguiu aumentar drasticamente sua capacidade de produção global para 10 milhões de kits por mês para responder à procura crescente. Agora, a meta da empresa é duplicar para 20 milhões por mês até ao final do ano.

Otimize sua linha de produção com visão artificial. Contacte-nos sem qualquer compromisso e iremos aconselhá-lo.