robótica colaborativa Tempo de leitura: 3 minutos

A chegada da robótica colaborativa à pequena e média empresa supôs um avanço na melhoria da competitividade. A cooperação entre cobot (robô colaborativo) e humanos, ao contrário do que se pensa, incita a criar novos empregos.

Quer saber mais?

A robótica colaborativa foi prejudicada por uma grande quantidade de detratores. Desde a ignorância e medo, acreditaram que os seus trabalhos estavam ameaçados, mas isto esta longe da realidade.

A robótica colaborativa procura facilitar e aperfeiçoar o resultado final de uma tarefa concreta. Isto diminui a carga de trabalho do trabalhador e aperfeiçoa o resultado final, estimulando a competitividade.

Que problemas podem ser resolvidos com um robô colaborativo ou cobot?

O cobot facilita as tarefas mais pesadas, repetitivas ou entediantes. Também evita que o empregado trabalhe em ambientes muito ruidosos ou perigosos. Um cobot contribui também para a precisão na elaboração de tarefas que assim o requerem. Tudo isso aumenta a qualidade final do produto. Contribuindo no crescimento e competitividade da indústria promovendo a criação de empregos.

E porque o cobot é um aliado perfeito? Isso está diretamente relacionado com os recursos próprios tanto do empregado como o cobot.

O trabalhador pode contribuir:

  • Capacidade de resolver problemas.
  • Flexibilidade
  • Destreza

O cobot pode contribuir:

  • Precisão.
  • Força.
  • Resistência.

 

Vantagens que oferece um robô colaborativo (cobot):

  • O robô pode ser recolocado dentro da fábrica.
  • São fáceis de programar
  • Não necessita de uma barreira protetora para poder funcionar. São seguros.
  • É um investimento rentável que pode ser amortizado em menos de 200 dias.
  • Não necessita de monitorização humana
  • São silenciosos, evitando assim ruídos indesejáveis.

 

Como funciona a robótica colaborativa?

Partimos da base de que os cobots são muito fáceis de programar. Normalmente estão constituídos por braços robóticos leves. Estes braços são adaptáveis às diferentes tarefas. Também pode ser adaptado facilmente às mudanças na planificação da produção.

As micros e pequenas empresas necessitam a robótica colaborativa já que os cobots podem automatizar e otimizar as tarefas que consomem mais tempo e também eliminar os pontos de engarrafamento na linha de produção.

Para que posso utilizar um cobot?

  • Pick & Place: Reduz a duração dos ciclos de paletização e despaletização.
  • Controlo de qualidade: Os braços robóticos, com a ajuda de uma câmara de visão artificial, podem inspecionar e identificar peças defeituosas. Isso aumenta a qualidade final do produto.
  • Montagem: Plásticos, metais e outros materiais como a madeira são facilmente montados por braços robóticos. Isto aumenta e melhora a velocidade como a qualidade do processo.
  • Paletização e embalagem: um cobot se encarrega destas tarefas segundo os níveis de qualidade e exigência mais elevados.
  • Análise de laboratório: aumenta o grau de objetividade e liberta a equipe das tarefas mais repetitivas.
  • Parafusado: o cobot aumenta a precisão e a velocidade exata e idêntica em cada ocasião. Isso melhora a qualidade e a consistência do produto final.
  • Polimento: permite lixar e polir superfícies irregulares conseguindo um resultado constante.

 

Estas são só algumas aplicações da robótica colaborativa dentro da indústria. A necessidade de adquirir um cobot ou robô colaborativo é inegável. O aumento da qualidade estimula a competitividade.

Este fato ajuda a criar emprego mantendo a indústria competitiva frente ao auge das indústrias de países subdesenvolvidos que oferecem mão-de-obra barata. Automatizar alguns processos de produção pode evitar que a produção seja feita em outros países. O que resulta em um beneficio global para toda a indústria.

Post
A Robótica colaborativa estimulando a competitividade.
Título
A Robótica colaborativa estimulando a competitividade.
Subtítulo
A robótica colaborativa procura facilitar e aperfeiçoar o resultado final de uma tarefa concreta. Isto diminui a carga de trabalho do trabalhador e aperfeiçoa o resultado final, estimulando a competitividade.
Autor
Editor
INFAIMON
Logo