Tempo de leitura: 2 minutos

O QUE É?

Quando a demanda do produto determina o quanto produzir, falamos de sistema pull ou enfoque pull. Os tamanhos das ordens de produção são pequenos, geram baixos custos por inventários, e um risco baixo por obsolescência do produto.

Este enfoque é conveniente quando há competição por inovação e flexibilidade, e sua implantação requer de informação rápida desde os pontos de venda, assim como de um sistema de produção rápido e flexível. As desvantagens deste enfoque são a necessidade de ter capacidade para os períodos de pico de demanda, menores economias de escala e transporte.

COMO FUNCIONA?

Os distribuidores determinam individualmente as necessidades de reposição de seu estoque calculando a quantidade requisitada e encaminhando o pedido ao armazém regulador. As vantagens deste sistema são as seguintes:

  • Melhor conhecimento do mercado.
  • Proximidade ao cliente por parte da delegação.

Mas também apresenta seus inconvenientes:

  • Falta de coordenação com o estoque global da companhia, o estoque do armazém regulador e o programa de fabricação.
  • Nos momentos de escassez o armazém regulador serve ao que pede primeiro.
  • Aumenta o estoque de segurança.
  • A delegação tende a superproteger-se e acumular estoque.

No sistema pull, o movimento de materiais e produtos é ajustado em todos os momentos segundo a demanda, nada será produzido até que realmente seja requisitado. Em um panorama geral, os fabricantes não produzirão nada, a menos que exista uma demanda de mercado que exija productos desde a fábrica.

CARACTERÍSTICAS DO SISTEMA PULL

O sistema pull se caracteriza porque os armazéns ou diferentes pontos de venda determinam individualmente as necessidades específicas de reposição de seus estoques, calculando a quantidade requisitada, a qual pedem diretamente a seu armazém fornecedor. As vantagens do sistema pull, em relação aos sistemas push, se centram fundamentalmente na possibilidade de operar de forma autônoma, com um melhor conhecimento de causa. Assim como pela possibilidade de utilizar instrumentos informáticos mais rudimentares, o que implica em um menor gasto em comunicação e em processo de dados.

As principais desvantagens se centram na descoordenação das necessidades globais da empresa, com a consequente dificuldade para efetuar um plano de entregas. As ordens são encaminhas sem levar em conta o estoque total disponível. A produção é de forma sub-otimizada, no sentido de que o armazém central atende seguindo a ordem solicitada por primeiro.

OBJETIVOS

O principal objetivo do sistema pull é a divisão uniforme das ordens de produção ao longo de um período de tempo determinado. No sistema pull, é necessário ter a informação da demanda do cliente a curto, médio e longo prazo. Se não, o nivelamento da produção terminará criando muitos problemas. 

VANTAGENS

A principal vantagem do sistema pull é que, neste sistema, não haverá exceso de inventário que necessite ser armazenado. Isso reduz os custos de armazenagem, assim como os custos derivados do transporte das mercadorias. De fato, ao reduzir a quantidade de estoque disponível, é possível otimizar os recursos que estão disponíveis, o que, em termos econômicos, supõe uma melhor amortização dos mesmos.