Tempo de leitura: 2 minutos

A espectroscopia é uma técnica utilizada com frequência para o controlo de qualidade específico em laboratórios.

As câmaras multiespectrais geram imagens com informação separada em dezenas ou centenas de comprimentos de onda simultaneamente, proporcionando uma grande quantidade de dados sobre a amostra. Estas câmaras são a combinação compacta de um espectrógrafo de imagem ImSpector e uma câmara matricial monocromática e geram uma imagem multiespectral que permite resolver, entre outras, aplicações colorimétricas tanto em meios industriais como científicos.

Comparado com os sistemas de imagens baseados em filtros, as câmaras multiespectrais proporcionam alta resolução espacial e espectral, seleção flexível dos diferentes comprimentos de ondas através de software e uma ampla cobertura espectral desde ultravioleta até o infravermelho, passando por todo o espectro visível. Atualmente estes sistemas de visão artificial estão sendo utilizados com êxito para o controlo de qualidade na indústria cerâmica, especialmente na análise de argila, uma das matérias primas mais importantes por seu amplo uso na fabricação de lajotas de cerâmica e porcelana sanitária.

Técnicas espectrográficas, com a refletância difusa no infravermelho e de dispersão de raios-X, permitem identificar e classificar rapidamente o tipo e a qualidade da argila procedente de diferentes zonas. As amostras de argila tem um espectro de refletância que varia de acordo com sua composição química. A análise combinada dos parâmetros de cor e de refletância em determinados comprimentos de onda permite diferenciar as amostras segundo sua origem e determinar a sua pureza.

Os resultados obtidos com a espectroscopia estão demonstrando ser de grande ajuda na determinação dos materiais mais adequados para a produção de cerâmica e porcelana sanitária para aumentar a qualidade e efetividade dos sistemas de produção neste setor.