visión artificial industrial Tempo de leitura: 4 minutos

O Que é a visão artificial?

A visão artificial é um conjunto de ferramentas e métodos que permitem obter, processar e analisar imagens do mundo real com a finalidade de serem tratadas por um computador. Isto permite automatizar uma grande lista de tarefas ao enviar às máquinas as informações necessárias para a tomada de decisões corretas em cada uma das tarefas que lhes foram assignadas.

Um dos setores que mais beneficia deste conjunto de técnicas é a visão artificial industrial. A aplicação de visão artificial na indústria permite que os processos de fabricação sejam automatizados o que se traduz em melhores resultados de produção através da aplicação de controlo de qualidade e maior agilidade em cada uma das fases.

Atualmente o uso da visão artificial industrial permitiu melhorar os processos de produção de maneira inimaginável há algumas décadas. Isso permitiu obter produtos de maior qualidade a custos mais baixos e em praticamente todos os campos da indústria, desde a automóvel, alimentar, eletrônica até à logística.

 

Controlo de qualidade na indústria

O controlo de qualidade é o conjunto de técnicas e ferramentas que nos permitem detetar erros no processo produtivo, assim como tomar as medidas adequadas para evita-los.

Isso proporciona um controlo muito mais exaustivo sobre o produto final, o que garante que, quando chega ao consumidor, sejam produtos que cumprem os standards de qualidade concretos e determinados.

Deste modo, os produtos que não cumpram com os requisitos de qualidade mínimos são eliminados do processo. Isso se consegue mediante a realização de inspeções e provas de amostragem de forma contínua.

A aplicação de controlo de qualidade na produção permite uma série de vantagens:

  • Aumento da produtividade:

Como é natural, ao supervisar os processos de produção mediante a aplicação de controlo de qualidade estamos a eliminar a parte defeituosa da mesma. Entretanto, esta parte deveria ser igualmente suprimida se chegasse ao final da produção sem ser detetada. Ao aplicar os controlos de qualidade às unidades defeituosas são eliminadas antes de chegar ao final da linha de produção, o que se traduz como um aumento quantitativo da produção útil final.

  • Diminuição da perda de materiais:

Os materiais empregados em unidades defeituosas são reservados para as unidades em bom estado. Ao eliminar as unidades em mal estado ao longo de todo o processo produtivo conseguimos que o uso de materiais se reduza de maneira considerável desde uma perspectiva completa do processo.

  • Redução de custos

Naturalmente ao aumentar a produtividade e reduzir a perda de materiais, obtemos um melhor aproveitamento dos recursos disponíveis. Isso leva a uma redução dos custos de produção importante que será refletida na redução do gasto total da produção.

  • Melhor qualidade do produto final

Além da produção, o produto final que chega ao consumidor é de melhor qualidade. Isso não só beneficia o próprio consumidor, mas também a indústria. Ao tratar-se de um setor que oferece produtos finais de melhor qualidade, consegue satisfazer melhor as necessidades do consumidor e repercute no seu próprio beneficio ao fidelizar o cliente, já que bons produtos e consumidores satisfeitos favoreceram novas vendas no futuro.

 

Exemplos de aplicações nos diversos âmbitos industriais

 

A visão artificial industrial pode ser aplicada a uma grande quantidade de necessidades industriais. Em geral está presente na maioria das fases de um grande número de setores. Alguns dos mais importantes são os seguintes:

  • Automóvel: 

No setor automóvel o uso de sistemas de visão artificial industrial corresponde-se principalmente com as inspeções na fabricação e na montagem de todas as peças dos veículos. Além do mais, temos que ter em conta que tarefas como a inspeção de estampagem, mecanizados, pinturas e rebarbas, dependem diretamente de equipamentos de visão artificial que supervisam todo o processo. Estes trabalhos são realizados graças a um suporte de câmaras de visão artificial junto ao correspondente algoritmo de classificação e identificação de defeitos, o que permite que se acelere o seu processo de reparação, tanto de forma mecânica ou manual.

  • Alimentação:

A visão artificial industrial é um elemento fundamental no controlo de qualidade dos produtos alimentares, especialmente nas fases finais. Tanto a seleção de frutas como o correto lacre das latas de conserva ou a elaboração de produtos de carne processada, dependem diretamente de sistemas de visão artificial que supervisam a produção em todas as suas fases.

  • Recipientes e embalagens

As tarefas mais habituais que levam a cabo a visão artificial no packaging referem-se aos trabalhos de inspeção de presença ou ausência de marcadores. Estes marcadores podem ser etiquetas, impressão de números de lote ou datas de validade, correta colocação de tampas ou controlo do nível de líquido de produtos.

  • Eletrônica:

O setor da eletrônica é um dos que mais beneficia do uso da visão artificial industrial nos seus processos de fabricação. A manipulação e identificação dos diferentes componentes dependem dela. A visão artificial tem a capacidade de comprovar de forma eficiente a correta soldagem e montagem de peças. Isso permite agilizar os processos de produção e de reparação de elementos defeituoso.

  • Logística e identificação

Todas as indústrias requerem processos de logística e identificação de cada uma das partes e produtos implicados no seu trabalho. É neste campo onde a visão artificial industrial cumpre um papel predominante, já que se adapta às necessidades concretas de cada indústria e desenvolve sistemas de visão artificial e algoritmos adaptados a cada caso concreto, com o que se consegue agilizar todas as fases do processo, assim como aumentar a eficiência durante o seu desenvolvimento.